editorial destaques

O QUE ESTÁ EM FOCO

economia sustentabilidade comunidade política saúde educação esportes polícia

COLUNAS

além da porteira curtas e picantes eco e pet vidas em foco

CULTURA

Publicado em 12 de julho de 2018 às 08:43h

Atenção, vai começar o maior espetáculo musical do Extremo Sul da Bahia

por Foco no Poder

Evento com presença de professores de reconhecimento internacional. Todas as noites, apresentações artísticas gratuitas. Fotos: divulgação

Uma semana inteira de música, de 23 a 28 de julho. Está chegando o VI Encontro de Cordas do ICED (Instituto de Cultura, Educação e Desenvolvimento), em Teixeira de Freitas. Uma leitura artística que vai unir a sanfona nordestina, que alegra qualquer ambiente, com o erudito, que encanta plateias mundo afora.

A entrada sempre é gratuita e neste ano, as apresentações irão acontecer em dois endereços. De segunda a quarta, na sede do projeto Escolas Culturais (no Cetepes) e de quinta a sábado, no Auditório da IBM (Igreja Batista Memorial). O projeto tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

Durante o Encontro de Cordas, um critério de participação é que o músico inscrito seja membro de um programa social, a exemplo do Orquestrando Futuros, desenvolvido pelo próprio ICED e outros tantos da Bahia, Brasil e até do exterior. Da preparação até o evento, corações, instrumentos, vozes e emoções andam afinados.

São mais de trezentos músicos: crianças, adolescentes e jovens. Até o momento, se inscreveram representantes de treze localidades baianas, além dos convidados que chegam de São Paulo, de Pernambuco, da Venezuela, da Colômbia, da França… Juntos, eles formarão grupos para estudos, ensaios e apresentações. As inscrições seguem abertas até o dia 20 de julho e podem ser feitas no site do ICED.

No espetáculo, ora a sanfona nordestina interpretará o repertório erudito, ora o erudito se renderá ao molejo do forró. Uma troca “mágica” que tira o menino da rua e o coloca no palco para que aprenda a ser protagonista da própria vida. Além disso, como bem disse o maestro Orley Silva, diretor artístico do ICED, “A música encanta a plateia e educa o menino, por meio da disciplina e dos valores sociais”.

A homenageada

Ao longo das edições, a estrela sempre foi, e permanece sendo, a música. Se em 2017, a homenagem foi ao Movimento Armorial e trouxe evidência ao grande Ariano Suassuna, em 2018, os holofotes estarão na sanfona – ou para quem prefere, no acordeão, ou mesmo gaita, como chamam os sulistas. Sendo assim, o Rei do Baião é quem baila em nossa memória. Impossível falar de sanfona e não lembrar dele, o eterno Luiz Gonzaga, que estará presente no VI Encontro através do seu legado.

A música e a educação

A programação do VI Encontro de Cordas contempla o II Seminário Pedagógico da Rede de Projetos Orquestrais do Neojiba (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia), que se somarão às aulas (Master Class) de canto e instrumentos. Além disso, paralelamente, acontece o III Colóquio Nacional de Educação Musical que neste ano tem o tema: “O Ensino Coletivo de Música em Espaços Não Formais Como Recurso Didático no Processo de Formação Docente”. Os interessados devem se inscrever, também no site do ICED.

A hora dos aplausos

Um dos grandes objetivos dos Encontros de Cordas é de ser uma vitrine para os jovens talentos, que encontram ali uma oportunidade ímpar de vivenciar a experiência do palco e o contato com a plateia. Neste ano, a abertura, dia 23, segunda-feira, será no palco do projeto Escolas Culturais no Cetepes, com a Camerata do ICED. Na terça-feira, no mesmo endereço, se apresentará a Orquestra do Sisal, de Conceição do Coité, que como sugere o nome, toca em instrumentos feitos de sisal. A quarta-feira, mais uma vez no Cetepes, será temática: o Dia da Sanfona, com a Orquestra Regional.

Na IBM a programação começa na quinta-feira. Por lá, o primeiro concerto terá a Camerata do ICED e o destaque serão os solistas. Na sexta-feira o show fica por conta da Camerata do Encontro, formada por músicos que se destacarem durante o evento. O regente, será o venezuelano Eduardo Salazar. Mais uma vez sob o comando do maestro Salazar, o concerto de encerramento acontecerá no sábado, numa grandiosa apresentação que reunirá a Orquestra da Rede de Projetos Orquestrais e a Orquestra Infantil. Você está convidado, participe!

Por: Michele Ribeiro/ICED

Compartilhe nas redes socias: FACEBOOK WHATSAPP


Colunas

Além da porteira
Confira todas as informações sobre o Agronegócio e Economia Local, oportunidades e curiosidades e muito mais.
Curtas e picantes
Engenheiro Civil, Pós Graduado em Marketing Empresarial, participa como estrategista em Campanhas Políticas desde 1985, conhecido por Dilvan Coelho.
Eco & Pet
Doutora em linguística pela PUC-RS (2014) e Mestre em Estudos de Linguagens, pela Universidade do Estado da Bahia - Uneb (2008), Cristhiane Ferreguett.