editorial destaques

O QUE ESTÁ EM FOCO

economia sustentabilidade comunidade política saúde educação esportes polícia

COLUNAS

além da porteira curtas e picantes eco e pet vidas em foco

Economia

Publicado em 12 de outubro de 2019 às 21:01h

Bahia ocupa 1º lugar em número de startups no nordeste; conheça algumas

por Redação
Avança: Bahia surpreende e se torna o primeiro estado do Nordeste em número de startups

Avança: Bahia surpreende e se torna o primeiro estado do Nordeste em número de startups

O estado da Bahia ocupa a oitava posição em quantidade de startups no Brasil, e é a primeira na região nordeste. O dado é da Associação Brasileira de Startups (Abstartups). Atualmente o estado tem cerca de 252 startups cadastradas.

Alguns empreendimentos baianos têm se destacado no cenário nacional de startups. Um exemplo é a empresa que reuniu profissionais de diferentes áreas – tecnologia, marketing e veterinária -, para desenvolver uma espécie de “shopping virtual de animais”. É um ‘market place’ (do inglês, local de compras) que conecta compradores com vendedores de animais. A empresa baiana é pioneira nessa área.

Outro exemplo é uma startup focada em conectar pacientes a profissionais negros, na área da saúde. A ideia é baseada no movimento “Black Money”, em que pessoas negras priorizam utilizar serviços onde se sintam representadas.

Segundo um dos desenvolvedores do projeto, Igor Leonardo, a plataforma já tem mais de duzentos profissionais cadastrados e mais de dois mil pacientes.

Características

Bahia ocupa 1º lugar em número de startups no nordeste — Foto: Reprodução/TV Bahia

O modelo de negócio em formato startutp tem características específicas que diferem de uma empresa tradicional. O gestor da Abstartups, Marcos Medeiros, explica que “um dos conceitos básicos de uma startup é o alto poder de crescimento”. Exemplos não faltam: aplicativos de namoro, de carona e de bate-papo, que hoje em dia todo mundo usa, começaram desse jeito.

Outra característica que também define uma startup é o foco na ação. O próprio termo ‘Start-up’ vem do inglês e significa ‘comece’. São empresas que surgem de uma ideia, que busca ser inovadora.

A empresa começa sem grandes estruturas físicas, e aposta na tecnologia para virar um mega-negócio em pouco tempo. O foco é no mercado, que necessita que as empresas tenham grande capacidade de mudanças.

“Uma diferença gigante entre uma empresa tradicional e uma startup é que tudo muda ao mesmo tempo. Um termo que eles usam é ‘pivotar’, que é mudar o negócio, dar um giro drástico”, explica a jornalista especialista em tecnologia, Luciana Amâncio.

Valorizar pessoas também é fundamental para o funcionamento de uma startup. “Quando a gente trás alguém, o que importa é no que de fato a pessoa é boa”, ressalta Érica Vasconcelos, membro de uma startup baiana que está há cinco anos no mercado.

Fonte: G1BA

Compartilhe nas redes socias: FACEBOOK
Compartilhe nas redes socias: FACEBOOK

Colunas

Além da porteira
Confira todas as informações sobre o Agronegócio e Economia Local, oportunidades e curiosidades e muito mais.
Curtas e picantes
Engenheiro Civil, Pós Graduado em Marketing Empresarial, participa como estrategista em Campanhas Políticas desde 1985, conhecido por Dilvan Coelho.
Eco & Pet
Doutora em linguística pela PUC-RS (2014) e Mestre em Estudos de Linguagens, pela Universidade do Estado da Bahia - Uneb (2008), Cristhiane Ferreguett.