editorial destaques

O QUE ESTÁ EM FOCO

economia sustentabilidade comunidade política saúde educação esportes polícia

COLUNAS

além da porteira curtas e picantes eco e pet vidas em foco

Violência/Brasil

Publicado em 12 de dezembro de 2017 às 21:07h

Criança sofre traumatismo craniano após ser agredida e abusada por namorado da mãe

por Katia Armini

(Caio Machado e fotos Igor Nunes) – Na noite desta segunda-feira (11), uma mulher de 34 anos foi presa por suspeita de conivência e um ex-detento de 47 anos foi preso por suspeita de estupro de vulnerável no município de Patrocínio-MG.

Uma enfermeira do Pronto Socorro Municipal acionou a Polícia Militar informando que uma moça havia dado entrada com o filho de cinco anos, alegando que as múltiplas lesões no corpo da criança haviam sido causadas após ela ter caído de um banco.

Continue lendo após anúncio
  

No local, os militares foram informados pelo médico de plantão que a criança apresentava afundamento no crânio e fratura na coluna. Além de uma possível fratura no pé direito e arranhões nos dedos do pé, que caracterizam que a criança possa ter sido arrastada.

A vítima foi diagnosticada ainda com politraumatismo crânio encefálico e crise convulsiva. O plantonista sugeriu também que a criança possa ter sofrido algum tipo de abuso sexual, devido a lesões encontradas próximas ao ânus e pênis.

Em conversa com a mãe da criança, Iara Aparecida Cândido, 34, os militares foram informados que ela e o filho haviam viajado de Uberaba para Patrocínio na última sexta-feira (08), no intuito de encontrar-se com o namorado com quem estava saindo nos últimos oito meses.

No relato, Iara afirmou que no sábado (09), sentiu dores nas costas e foi até o pronto socorro. Ao retornar notou que o filho estava calado e apresentava lesões pelo corpo. O namorado informou-lhe que a criança havia caído sob um prato de comida e se ferido.

Durante a abordagem policial, demonstrando estar nervosa e apreensiva, após tomar conhecimento do quadro grave de saúde do filho, Iara confessou aos militares que o namorado havia agredido o filho.

Os policiais se deslocaram até a residência de Domingo Alves, de 47 anos, que relatou que a moça havia trago o filho de Uberaba já lesionado, entrando em conflito com a versão dada pela namorada.

No interior da casa os militares notaram que os pertences do suspeito estavam embalados, como se ele estivesse pretendendo fugir ou mudar de endereço. Domingos e Iara foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil.

No local, Iara confirmou que o filho foi agredido pelo namorado e que mesmo após banhá-lo, o filho permaneceu calado e estático. Na mesma data suspeitou de um possível abuso sexual devido às lesões próximas às partes íntimas.

Conivente com a situação, Iara não levou o filho ao hospital e somente na segunda-feira à noite decidiu procurar atendimento médico, após a criança começar a sofrer convulsões devido à gravidade das lesões.

Foi dada voz de prisão a Domingo Alves por lesão corporal de natureza gravíssima e estupro de vulnerável, assim como para Iara Aparecida Cândico pela coautoria em tentar encobrir o ato criminoso do parceiro e pela omissão de socorro.

O suspeito Domingos Alves possui passagens por estupro consumado e cumpriu pena de sete anos. Ele havia deixado à penitenciária em fevereiro de 2017 e encontrava-se em liberdade condicional.

Membros do Conselho Tutelar compareceram ao Pronto Socorro e em conversa com o médico de plantão foram informados de que a criança foi encaminhada em estado gravíssimo e inconsciente para um hospital na cidade de Uberlândia.

(Caio Machado e fotos Igor Nunes)

 

Compartilhe nas redes socias: FACEBOOK WHATSAPP


Colunas

Além da porteira
Confira todas as informações sobre o Agronegócio e Economia Local, oportunidades e curiosidades e muito mais.
Curtas e picantes
Engenheiro Civil, Pós Graduado em Marketing Empresarial, participa como estrategista em Campanhas Políticas desde 1985, conhecido por Dilvan Coelho.
Eco & Pet
Doutora em linguística pela PUC-RS (2014) e Mestre em Estudos de Linguagens, pela Universidade do Estado da Bahia - Uneb (2008), Cristhiane Ferreguett.