editorial destaques

O QUE ESTÁ EM FOCO

economia sustentabilidade comunidade política saúde educação esportes polícia

COLUNAS

além da porteira curtas e picantes eco e pet vidas em foco

Economia

Publicado em 17 de Maio de 2018 às 07:24h

Economia Criativa é tema de Hackathon na Campus Party Bahia 2018

por Foco no Poder
Os desafios Hackathons estão de volta à Campus Party Bahia na segunda edição do evento. Entre os dias 17 e 20 de maio, na Arena Fonte Nova, a Secretaria de Cultura do Estado (Secult) integra a programação dos Hackathons, maratonas hackers que reúnem programadores, designers e interessados, em buscar soluções digitais para os desafios apresentados.

Com o tema ‘Rede de Serviços Culturais’ a maratona deve durar vinte e quatro horas, e as equipes poderão propor soluções que ajudem a solucionar um ou mais problemas, ligados ao setor cultural, com enfoque na economia criativa como propulsora do desenvolvimento econômico e social. O desafio a ser lançado propõe a construção de plataformas, sistemas, aplicativos ou até mesmo games que possam dinamizar a cadeia produtiva da cultura em todo o estado.

Especialistas da Secult irão auxiliar os participantes esclarecendo dúvidas e auxiliando na proposição de soluções. Os melhores colocados serão avaliados considerando a conceituação, elaboração e estruturação de uma ideia, composição e formato de modelo de negócio.

Para Roseane Patriota, diretora de Economia da Cultura da Superintendência de Promoção Cultural da Secult, alguns problemas que afetam o pleno desenvolvimento econômico e social do estado servirão como orientadores para as equipes participantes do Hackathon. “As equipes poderão propor soluções que ajudem a solucionar um ou mais problemas, sejam elas voltadas ao setor como um todo ou apenas a algum(ns) segmento(s) que interam a economia criativa”, explica.

O hackathon é uma competição a nível tecnológico no formato de maratona de programação. Os participantes se reúnem em grupos para resolver um problema de uma forma tecnológica num prazo, geralmente, de 30 a 48 horas. A maratona apresenta uma problemática situada a determinado tema, no qual os participantes devem, através de uso de códigos, elaborar uma solução tecnológica inovadora.

O 1º lugar ganhará cinco passagens aéreas (origem: Salvador/BA -destino: São Paulo/SP) + cinco Ingressos com Campings para CPBR12; o 2º lugar ganhará cinco passagens aéreas (origem: Salvador/BA – destino: Porto Velho/RO) + cinco Ingressos c/ Campings para Campus Party Rondônia; e o 3º lugar receberá cinco Ingressos com Campings para CPBR12.

A programação da Campus Party 2018 inclui palestras, presença de startups, atividades com drones e simuladores, os hackathons (maratona de hackers), além de espaço para crianças. A expectativa é que cerca de 90 mil pessoas participem de atividades na área aberta do evento, e 5 mil barracas abriguem “campuseiros” de todas as regiões do Brasil. Com parceria do Governo do Estado, o evento terá 300 horas de atrações.

O acesso ao espaço ocorrerá das 10h ‪às 20h, entre os dias 17 e ‪19, e das 10h ‪às 15h, no dia ‪20. Estudantes universitários, alunos de cursos técnicos do ensino médio e recém-formados até dois anos também terão um espaço para mostrar talento e criatividade.

Fonte: Ascom/ Secult

Compartilhe nas redes socias: FACEBOOK WHATSAPP


Colunas

Além da porteira
Confira todas as informações sobre o Agronegócio e Economia Local, oportunidades e curiosidades e muito mais.
Curtas e picantes
Engenheiro Civil, Pós Graduado em Marketing Empresarial, participa como estrategista em Campanhas Políticas desde 1985, conhecido por Dilvan Coelho.
Eco & Pet
Doutora em linguística pela PUC-RS (2014) e Mestre em Estudos de Linguagens, pela Universidade do Estado da Bahia - Uneb (2008), Cristhiane Ferreguett.