editorial destaques

O QUE ESTÁ EM FOCO

economia sustentabilidade comunidade política saúde educação esportes polícia

COLUNAS

além da porteira curtas e picantes eco e pet vidas em foco

Eleições 2018

Publicado em 12 de agosto de 2018 às 17:36h

Exclusiva: O Extremo Sul da Bahia está desassistido, diz Caio Checon

por Foco no Poder

Em entrevista Exclusiva ao FOCO, o pré-candidato a Deputado, confirma parceria com Cordélia Torres, defende a criação de um sub-governo em Teixeira e enfatiza as qualidades de Zé Ronaldo como gestor.

No último final de semana o empresário e pré-candidato a deputado federal, Caio Checon, recebeu o FOCO para conceder uma entrevista exclusiva sobre suas bandeiras e expectativas com relação as eleições de 2018.

Em quase uma hora de conversa,  Caio discorreu sobre os motivos que o levaram a pleitear a vaga, justificou sua parceria com  a pré-candidata Cordélia Torres, exaltou as qualidades do candidato ao governo da Bahia, José Ronaldo, elogiou o partido Solidariedade, requereu o apoio dos vereadores do partido e destacou suas motivações para pleitear a vaga como parlamentar.

O empresário garante estar preparado para assumir um compromisso com o Extremo Sul da Bahia, com ênfase na geração de emprego e renda através da industrialização da região e defendeu descentralizar o poder, criando sub-governadorias.

Abaixo, uma versão abreviada da entrevista, levemente editada por razões de clareza.

FOCO – Seu nome foi aprovado na convenção, como está o andamento da sua pré-candidatura?

CAIO – nosso nome já foi cordado na ata, está em processo de registro, devido também ao fato de que houve modificação nas coligações. Isso atrapalhou o andamento, mas tive informação que até segunda-feira (13), já estará saindo o CNPJ. Segundo o presidente do partido Solidariedade nosso nome está consolidado e realmente confirmado como candidato a deputado federal.

FOCO – O sr., vindo como candidato a deputado federal, com quem se aliança para deputado estadual?

CAIO – Eu sempre busquei e o meu foco é o Extremo Sul da Bahia. A gente sabe que essa região da Bahia está desassistida por falta de lideranças políticas e a gente sofre muito com isso. Busquei possíveis alianças dentro de Teixeira de Freitas, mas, por questões partidárias, não do nosso partido pois o Solidariedade nos concede esta autonomia, mas sim por conta dos compromissos partidários dos outros candidatos, esse acerto não foi possível. Então hoje estamos fazendo uma aliança que também é do Extremo Sul, com Cordélia Torres, candidata do PMB. Ela teve cerca de 20 mil votos para prefeita de Eunápolis na última eleição e tem um caminhada parecida com a minha. Eu e Cordélia fizemos essa parceria para unir o Extremo Sul em prol de uma candidatura que venha, realmente, representar nossa região.

FOCO – Então em Teixeira o sr estará apoiando Cordélia e ela estará te apoiando em Eunápolis?

CAIO – É uma aliança que veio de cima, com o apoio também de Bruno Reis e de ACM Neto. Foi a pedido deles essa nossa aliança para fortalecer, também o nome de José Ronaldo aqui na região. Então, eu e Cordélia, hoje, vamos fazer, justamente, esse fortalecimento em Eunápolis, Teixeira, as principais cidades, juntamente com Porto Seguro. Tenho boa penetração nessas regiões por ser de uma família muito antiga e isso me proporciona, também, visibilidade em Eunápolis e Porto Seguro.

FOCO – Na última eleição quando colocou seu nome à disposição da população como candidato a prefeito o sr. saiu maior do que entrou, então saiu fortalecido da campanha – o que o motivou a pleitear a vaga no legislativo como deputado Federal?

CAIO – Justamente em razão da resposta do povo a nossa candidatura na eleição passada, quando a gente mostrou postura, não desistimos, honramos compromisso mantendo nossa linha. Também vou levar nessa campanha de deputado, com responsabilidade e respeito por esse povo que nos deu quase 9 mil votos. Outro motivo foi a solicitação do nosso grupo, que é um grupo que não se desfez, é um grupo muito sustentável e, no diálogo com todos eles, foi pedido a nossa candidatura. Também houve o empenho de Luciano, presidente do partido Solidariedade. Ele me convidou, desde o ano passado, ele vem insistindo para a gente lançar a candidatura a deputado federal. Então não nasceu somente de nossa vontade, nasceu de uma proposta de grupo e também de uma esperança de eleição. Estamos numa chapa que a gente sabe a dificuldade de eleição, mas temos a possibilidade de eleger, pois, dentro da região, temos muitos eleitores, principalmente Teixeira de Freitas. Eu vejo também um sentimento na rua pedindo essa candidatura.

Um dos maiores motivadores e incentivadores  da minha candidatura é o presidente do partido, Luciano. Eu sempre ressalto a independência que ele traz pra gente dentro do Solidariedade-Bahia, ele também é candidato a deputado federal mas, mesmo assim, insistiu muito no lançamento da minha candidatura. O Luciano tem feito um trabalho muito bom e dando liberdade aos diretórios a escolherem e decidirem.

FOCO – O seu partido conta hoje com dois vereadores na câmara Municipal de Teixeira de Freitas, como está essa parceria com os dois vereadores?

CAIO –  A gente construiu um grupo para as eleições municipais. Dentro desta construção, todos os candidatos que se elegeram, sabem da proposta do Solidariedade Teixeira de Freitas para a construção desse novo grupo. A visão é a de caminhar junto com o grupo. Então, o que eu espero e acredito que tem que acontecer, é eles apoiarem nossa candidatura. Inclusive isso foi acordado antes mesmo de se filiarem ao partido, como compromisso do grupo. Eles sabem que não se elegeram sozinhos, dependeram de um grupo e o partido deu sustentação. Eu como presidente do partido procurei ser justo e viabilizar todas as etapas para potencializar a candidatura deles em relação as questões jurídicas, sustentação do partido, manutenção das candidaturas e isso tudo contribuiu para eleição dos dois vereadores. Por esse motivo acredito que eles tenham essa consciência de que, caminhar com o solidariedade, certamente fará com que eles se fortaleçam ainda mais pois estamos num grupo realmente diferenciado. Quanto a mim, o que posso dizer é que realmente aprecio esse apoio e acredito que eles estarão junto comigo nessa campanha.

FOCO – Quanto a questão do coeficiente eleitoral?

CAIO – Segundo informações do presidente estadual, existe a possibilidade  de nossa chapa eleger três deputados. Somente em Teixeira nos temos um colégio eleitoral de mais de 100 mil votos, por isso, temos possibilidade de eleger um e até dois deputados federal. Tudo é muito difícil na vida, nada é fácil, mas nada é impossível. Eu tenho muita esperança de uma votação que nos vai dar a vitória.

FOCO – Quais as suas principais bandeiras?

CAIO – A nossa principal bandeira é eleger alguém para representar Teixeira e região que seja honesto, sério em sua missão e que tenha capacidade e disponibilidade para defender os interesses da região. Outra bandeira é a descentralização do Estado. Se a gente conseguir, com a vitória de José Ronaldo, esse é um compromisso que ele já fez comigo. A proposta é trazer um sub governo para o Extremo Sul e eu vou brigar para que a sede desse sub governo seja em Teixeira de Freitas. Também é uma bandeira importante a geração de emprego e renda, através da industrialização. Não adianta se escorar só num comércio forte, a gente também precisa de indústria que gere emprego pra toda região e principalmente para Teixeira de Freitas que é onde a gente se concentra.

FOCO – Essa bandeira da descentralização do poder é sedutora para regiões distantes da capital, o sr. Acredita que a candidatura de José Ronaldo tende a se fortalecer por conta dessa proposta?

CAIO – José Ronaldo tem um currículo fantástico. Avaliado e aprovado pelo povo nas urnas. Um candidato que vem de mandatos de vereador, deputado estadual, deputado federal, candidato ao Senado e por quatro vezes foi prefeito de Feira de Santana. Quem conhece, gosta de José Ronaldo. Quem conhece, confia no José Ronaldo. Ele tem uma gestão que é aprovada. Um cara que foi reeleito com mais de 70% dos votos, a gente tem que respeitar. José Ronaldo é um cara simples, que vive no meio do povo, tem quase 50 anos de vida pública e não tem processo, sua fixa é limpa. Acho que o que falta hoje ao eleitor é a vontade de conhecer melhor seus candidatos. Estamos falando de escolher um governador para um Estado do tamanho da Bahia, então a gente precisa buscar informações sobre ele. Eu já fiz isso, e por isso estou apoiando José Ronaldo. Por isso eu confio em José Ronaldo. Por isso hoje eu posso defender essa bandeira, pois tenho certeza que se ele for eleito nós vamos ter um sub governo no Extremo Sul da Bahia e outro no oeste do Estado. Quanto ao fato dele não ser conhecido, podemos pegar como exemplo, a própria trajetória de Rui Costa, que não era conhecido, mas se elegeu logo no primeiro turno. Dentre as causas de insatisfação com o atual governo podemos citar a violência aqui na região que demonstra falta de controle por parte do estado. Nossa região está vivendo uma realidade vergonhosa com suas principais cidades citadas entre as mais violentas do País. Também é causa de descontentamento a situação das estradas. Por isso acredito que no Extremo Sul, José Ronaldo, vai ser vitorioso.

Compartilhe nas redes socias: FACEBOOK WHATSAPP


Colunas

Além da porteira
Confira todas as informações sobre o Agronegócio e Economia Local, oportunidades e curiosidades e muito mais.
Curtas e picantes
Engenheiro Civil, Pós Graduado em Marketing Empresarial, participa como estrategista em Campanhas Políticas desde 1985, conhecido por Dilvan Coelho.
Eco & Pet
Doutora em linguística pela PUC-RS (2014) e Mestre em Estudos de Linguagens, pela Universidade do Estado da Bahia - Uneb (2008), Cristhiane Ferreguett.