editorial destaques

O QUE ESTÁ EM FOCO

economia sustentabilidade comunidade política saúde educação esportes polícia

COLUNAS

além da porteira curtas e picantes eco e pet vidas em foco

Sustentável

Publicado em 1 de novembro de 2018 às 10:46h

Farinheira Sustentável – Novo conceito no beneficiamento da mandioca

por Foco no Poder

O conceito Farinheira Sustentável trabalha 3 pilares: ambiental, econômico e social. O pilar ambiental busca transformar a manipueira, que possui alto poder de contaminação, em um aliado da produção agropecuária utilizando seus multiaproveitamentos. No pilar econômico busca aproveitar a mandioca de forma integral (raiz e parte aérea). No pilar social busca ajudar os agricultores familiares a agregarem mais renda a sua produção com base em novos produtos e subprodutos atualmente desprezados.

Este projeto surgiu em virtude da dificuldade enfrentada pelos agricultores que estão refém dos atravessadores e do anseio para poder comercializar sua produção empacotada, somando-se a necessidade de regularização ambiental e sanitária da agroindústria.

O Centro de Referência em Mandiocultura, localizado no povoado de Pouso Alegre, Alcobaça/Bahia, tem sido o local onde este projeto está sendo desenvolvido com formação teórico-prática de 2 dias, incluindo padronização da produção de farinha e possibilidade de empacotamento após obter os alvarás de funcionamento, sanitário e ambiental. Além desta ação o Centro de Referência tem atuado em frentes de pesquisa, ensino e extensão buscando disseminar conhecimento sobre a cadeia produtiva da mandioca no âmbito do Plano de Ação Territorial da Mandiocultura.

 

  • Gestão de Resíduos

 

No trabalho da unidade produtiva é essencial entender o potencial dos resíduos gerados para fazer uma correta destinação dos mesmos, ampliando a geração de renda para os agricultores.

 

  • Multiaproveitamento da Manipueira

 

A manipueira considerada de alto potencial poluidor ambiental possui multiaproveitamentos com grande capacidade de agregação de valor para o agricultor.

 

  • Bacia Evapotranspiração

 

Sistema fechado de tratamento de águas negras, aquela utilizada na descarga de sanitários convencionais.

 

  • Círculo Agroflorestal

 

Sistema fechado de filtragem de águas cinzas, da lavagem das instalações e da mandioca.

 

  • Água

 

Para o funcionamento adequado de uma agroindústria se faz necessário ter uma água de qualidade. Assim o conceito contempla a captação de água da chuva e o tratamento da água com hipoclorito de sódio.

Destacando-se que o tratamento da água deverá ser realizado independente da fonte de água a ser utilizada.

 

  • Área Suja / Área Limpa

 

A separação entre área suja e área limpa é necessário para o bom funcionamento da unidade e para garantir condições de higiene necessárias ao beneficiamento da mandioca, fornecendo um produto com qualidade sanitária para o consumidor.

 

  • Matéria Prima

 

No campo das matérias primas é importante garantir não só a raiz, mas também a madeira para o suprimento de lenha. E utilizar a mandioca nas mais diversas formas de produção de alimento, diversificando a produção, aproveitando os resíduos e os subprodutos.

 

  • Energia Solar

 

Energia renovável obtida pela luz do sol, utilizada como fonte de energia elétrica.

O Prefeito Léo Brito em reunião no Centro de Referência em Mandiocultura apoia o projeto da mandiocultura em Alcobaça executando obras de infraestrutura. 

Este conceito foi elaborado sob a coordenação das engenheiras agrônomas, Jeilly Vivianne Ribeiro da S B de Carvalho da Polímata Soluções Agrícolas e Ambientais e Lívia Santos Lima Lemos da Universidade Federal do Sul da Bahia – UFSB, mas construído a várias mãos com importantes colaborações de Paulo Sérgio Onofre da Vigilância Sanitária de Alcobaça, Ildeu Linhares Júnior da Controller, Paulo Henrique Radaik, entre outros colaboradores.

Já está em implantação no município de Alcobaça, Bahia, foi apresentado e aceito também pelos municípios de Teixeira de Freitas e Caravelas e será apresentado para os demais municípios do Extremo Sul da Bahia buscando um obter um projeto territorial para apoiar a mudança nas atuais casas de farinha levando conhecimento, tecnologia e possibilidade de financiamento promovendo mudança na atual realidade.

Parceiros: ADAB, Bahiater, Banco do Nordeste do Brasil; CAR; CEPLAC; CONTROLLER; EMBRAPA; Escola Família Agrícola de Serra dos Aimorés/MG; Escola Núcleo de Pouso Alegre, FIBRIA, IF Baiano, P.M. Alcobaça, P.M. Caravelas, P.M. Teixeira de Freitas, PAT da Mandiocultura, Pitágoras, SEBRAE/BA. Fonte: Ascom

Compartilhe nas redes socias: FACEBOOK WHATSAPP

Colunas

Além da porteira
Confira todas as informações sobre o Agronegócio e Economia Local, oportunidades e curiosidades e muito mais.
Curtas e picantes
Engenheiro Civil, Pós Graduado em Marketing Empresarial, participa como estrategista em Campanhas Políticas desde 1985, conhecido por Dilvan Coelho.
Eco & Pet
Doutora em linguística pela PUC-RS (2014) e Mestre em Estudos de Linguagens, pela Universidade do Estado da Bahia - Uneb (2008), Cristhiane Ferreguett.