editorial destaques

O QUE ESTÁ EM FOCO

economia sustentabilidade comunidade política saúde educação esportes polícia

COLUNAS

além da porteira curtas e picantes eco e pet vidas em foco

Prioridades

Publicado em 18 de dezembro de 2017 às 06:14h

Governar é eleger prioridades – a filosofia dos que fazem acontecer

Nos casos dos outros municípios do litoral da Costa das Baleias, o que está mais bem avaliado é o de Caravelas, que apesar de difícil de ser administrado, devido a sua extensão territorial,  o prefeito Silvio Ramalho vem conseguindo manter o governo aprovado pela população.
por Dilvan Coelho

Vista da Av. São Paulo asfaltada recentemente, liga a BR-101 ao centro de Teixeira de Freitas

Todo aquele que se elege para ocupar um cargo de comando, quer seja em nível federal, estadual ou municipal, tem que estar atento aos desejos e sentimentos dominantes dos eleitores. Os que se elegem por méritos próprios, não conseguiriam tal feito se não tivessem em sintonia com o sentimento popular. Os eleitores escolhem o seu governante, geralmente de acordo com as propostas que foram debatidas durante a campanha.

O mais difícil de uma campanha eleitoral é entender o momento. Qual o sentimento dominante dos eleitores que irão escolher o seu candidato nas urnas no dia da eleição? Isso precisa estar bem claro para que a estratégia de marketing funcione. Geralmente, o método utilizado para entender  este sentimento é através de pesquisas formuladas de forma que expressem a realidade de acordo com aquele momento.

Se outros fatores levaram o candidato a se eleger, se torna necessário, depois de eleito, fazer um estudo, de preferência através de uma pesquisa qualitativa, para saber qual a expectativa da população com relação ao mandato daquele candidato que foi eleito. Esta é a forma mais coerente para não governar de costas para o povo.

Vista noturna do prédio da Prefeitura de Teixeira, iluminado para os festejos natalinos – Foto Wesley Morau

Vencer uma eleição não é uma tarefa fácil, porém, mais difícil ainda é a manutenção no poder. Se fizermos uma avaliação de todos os municípios da nossa região, a grande maioria está com o governo reprovado pela população. Ou seja, mais da metade da população não aprova a maneira como o seu município está sendo administrado. Vamos colocar como exemplo um município cuja população está descontente e outro cuja população demonstra estar reticente porém esperançosa. Enquanto o Poder Executivo de Nova Viçosa vem tendo sua administração reprovada pelo povo, em Teixeira de Freitas, a gestão de Temóteo Brito vem recebendo respaldo para trabalhar.

Quando é feita a pergunta se o entrevistado acredita que o prefeito e sua equipe terão condições de fazer o que considera mais importante para seu município, em Teixeira a resposta foi que 55% acreditam que sim, e 41% não acreditam e 4% não sabem ou não quiseram opinar.  Já no caso de Nova Viçosa, apenas 23% acreditam que sim e a maioria, 72% não acreditam e 5% não opinaram. Nos casos dos outros municípios do litoral da Costa das Baleias, o que está mais bem avaliado é o de Caravelas, que apesar de difícil de ser administrado, devido a sua extensão territorial,  o prefeito Silvio Ramalho vem conseguindo manter o governo aprovado pela população.

Parte da Av. São Paulo com vista ao fundo do Atacadão que será inaugurado em Fevereiro

Na grande maioria dos municípios não existe segundo turno, porque só passa a existir quando a cidade tem mais de 200 mil eleitores. No caso de Teixeira de Freitas, que tem 103 mil eleitores e teve 4 candidatos com densidade eleitoral significativa, o prefeito se elegeu com 40% dos votos válidos, o que significa 30% dos votos totais. Como 55% acreditam que o prefeito venha realizar o que é importante para o município, isso significa que 25% dos que não votaram nele passaram a confiar e esse número poderá crescer mais ainda, na medida em que mostrar trabalho. Como governar é eleger prioridades, o prefeito está com o governo aprovado porque priorizou o que mostrava as pesquisas em setembro: asfalto, investimento na saúde e geração de empregos.

A pesquisa realizada no início de dezembro traz as principais prioridades para 2018: saúde, infraestrutura, educação e geração de empregos. Existe o projeto de colocar o Hospital e a Maternidade dentro do Consórcio da Saúde, com isso, o custeio será rateado entre o Estado e os demais municípios, o que é justo, porque todos os municípios utilizam estas unidades e Teixeira está pagando a conta sozinha. Com relação à infraestrutura, o prefeito está otimista que irá conseguir intensificar o seu plano de asfaltamento. Quanto à educação, com o reordenamento escolar, os problemas serão sanados e, assim, irá melhorar a qualidade´do ensino. Na geração de empregos, o incentivo ao distrito industrial e ao agronegócio são essenciais, principalmente a lavoura cafeeira, que é uma grande geradora de riquezas e fixa o homem no campo.

Produtos da fruticultura diversificada apresentados durante a 35ª Exposição de Teixeira

Mesmo com a crise que o País está atravessando, Teixeira de Freitas está indo na contramão das projeções negativas e continua crescendo, todos os dias inaugura um novo empreendimento, o comércio está cada vez mais ativo e, juntamente com a prestação de serviços, são grandes geradores de empregos. O fato de Teixeira ser um polo regional contribui para o desenvolvimento de forma sustentável, entretanto, é de suma importância que o poder público acompanhe o ritmo de crescimento da cidade.

Compartilhe nas redes socias: FACEBOOK WHATSAPP


Colunas

Além da porteira
Confira todas as informações sobre o Agronegócio e Economia Local, oportunidades e curiosidades e muito mais.
Curtas e picantes
Engenheiro Civil, Pós Graduado em Marketing Empresarial, participa como estrategista em Campanhas Políticas desde 1985, conhecido por Dilvan Coelho.
Eco & Pet
Doutora em linguística pela PUC-RS (2014) e Mestre em Estudos de Linguagens, pela Universidade do Estado da Bahia - Uneb (2008), Cristhiane Ferreguett.