editorial destaques

O QUE ESTÁ EM FOCO

economia sustentabilidade comunidade política saúde educação esportes polícia

COLUNAS

além da porteira curtas e picantes eco e pet vidas em foco

Gestão de Qualidade

Publicado em 5 de dezembro de 2017 às 20:47h

Índice de aprovação no exame de direção em Teixeira de Freitas chega a 80%

por Katia Armini

Momento de descontração para o exame de direção

Ha pouco menos de dois anos, não adiantava ter instrutores a disposição para aulas de legislação e direção, que pelo menos 60% daqueles que procuravam tirar carteira de motorista em Teixeira de Freitas, não passavam no exame de direção, alegando que na hora da prova, o nervosismo falava mais alto. Hoje, segundo Tatiane Ruas, Coordenadora da 24ª Ciretran, a taxa de reprovação é de menos de, 20%. Isso quer dizer que taxa de aprovação é de mais de 80%. Os dados são animadores para os futuros condutores de veículos.

“As pessoas chegavam aqui com medo, com preconceito. Elas acreditavam que iriam ser mal tratadas. Chegavam e encontravam o examinador de cara feia, que não dava um bom dia sequer; um examinar carrasco. Hoje é diferente. Hoje só tem examinador com a cara feia, (risos).

Tatiane Ruas acompanhando a blitz ediucativa

A  conversa da coordenadora com os postulantes a uma carteira de motorista é descontraída e visa desmistificar a crença de que é prazeroso para o examinador, reprovar. De acordo com ela, o momento de diálogo informando que, se eles estão ali é por terem sido considerados capazes e, ao mesmo tempo, deixando-os a vontade para escolher o momento do exame, tem tirado boa parte do stress provocado pelo medo de errar. A estratégia tem surtido efeito.

De acordo com Tatiane, que assumiu a 24ª Ciretran ha 1 ano e 9 meses, atualmente a avaliação acontece levando em consideração o preparo da pessoa e não o que ela é ou não é.

“Hoje não é mais fácil nem mais difícil tirar carteira de habilitação, hoje é justo. Ha 1 ano e 9 meses assumi a Ciretran e ha 1 ano e 8 meses eu promovo este momento, com a finalidade de quebrar o gelo, destruir preconceitos. A estatística depõe favoravelmente sobre a importância deste momento em que conversamos. Antes tinha 40% de aprovação, hoje tem 82% “, enfatizou.

Dentro desta conversa que ao mesmo tempo descontrai e eleva a auto estima dos postulantes, fica, por parte da profissional, um alerta sobre a importância da direção defensiva deixando claro que cerca de 70% dos acidentes acontecem por falha humana.

“O trânsito é responsabilidade individual nossa. Nós temos que cobrar? temos. Mas nós temos, principalmente, que fazer a nossa parte. O índice de acidentes tem crescido absurdamente. No Brasil, a cada 54 segundos acontece um acidente e a cada 22 minutos morre uma pessoa por causa de acidente no trânsito. Em 70% dos acidentes, a causa é humana. A culpa é nossa. Nós quem temos que mudar”, alertou.

 

Compartilhe nas redes socias: FACEBOOK WHATSAPP


Colunas

Além da porteira
Confira todas as informações sobre o Agronegócio e Economia Local, oportunidades e curiosidades e muito mais.
Curtas e picantes
Engenheiro Civil, Pós Graduado em Marketing Empresarial, participa como estrategista em Campanhas Políticas desde 1985, conhecido por Dilvan Coelho.
Eco & Pet
Doutora em linguística pela PUC-RS (2014) e Mestre em Estudos de Linguagens, pela Universidade do Estado da Bahia - Uneb (2008), Cristhiane Ferreguett.