editorial destaques

O QUE ESTÁ EM FOCO

economia sustentabilidade comunidade política saúde educação esportes polícia

COLUNAS

além da porteira curtas e picantes eco e pet vidas em foco

Justiça

Publicado em 9 de dezembro de 2017 às 13:46h

Promotoria de Kátia Vargas pede que juíza tire expressões ‘ofensivas’ de ata

por Ronildo Gonçalves

Foto: Divulgação / TJ-BA

Foto: Divulgação / TJ-BA

O promotor Luciano Assis encaminhou nesta sexta-feira (8) à juíza Gelzi Souza, da 1ª Vara do Júri de Salvador, um requerimento para que sejam excluídas da ata do julgamento da médica oftalmologista Kátia Vargas expressões “deselegante e desrespeitosa”, atribuídas à sua conduta e do também promotor Davi Gallo.

Após a absolvição Kátia por júri popular, os promotores deixaram o Fórum Ruy Barbosa, local do julgamento, sem assinar a ata com a sentença. A atitude foi criticada pela juíza ao lavrar a ata. No ofício, Assis justificou que pediu licença para sair do plenário devido a um mal estar sofrido por Gallo.

No entanto, após deixarem o local, os dois ainda deram uma entrevista à TV Bahia, na qual o promotor, apesar de se queixar do problema de saúde, criticou o resultado do júri. Segundo o promotor, as expressões usadas pela juíza constam em documento público sem expressar os reais motivos das ausências e, logo, tiveram caráter ofensivo.

Compartilhe nas redes socias: FACEBOOK WHATSAPP


Colunas

Além da porteira
Confira todas as informações sobre o Agronegócio e Economia Local, oportunidades e curiosidades e muito mais.
Curtas e picantes
Engenheiro Civil, Pós Graduado em Marketing Empresarial, participa como estrategista em Campanhas Políticas desde 1985, conhecido por Dilvan Coelho.
Eco & Pet
Doutora em linguística pela PUC-RS (2014) e Mestre em Estudos de Linguagens, pela Universidade do Estado da Bahia - Uneb (2008), Cristhiane Ferreguett.