editorial destaques

O QUE ESTÁ EM FOCO

economia sustentabilidade comunidade política saúde educação esportes polícia

COLUNAS

além da porteira curtas e picantes eco e pet vidas em foco

Política

Publicado em 14 de junho de 2018 às 09:46h

Rastreamento de celular complica ainda mais a situação de Geddel

por Foco no Poder

A Polícia Federal rastreou o celular do ex-ministro Geddel Vieira Lima e descobriu que Geddel esteve, de fato, no local apontado pelo delator Lúcio Funaro, nas datas e nos horários em que Funaro disse ter entregado dinheiro ao ex-ministro.

De acordo com o blog do Camarotti, o testemunhal e as provas são muito fortes contra Geddel Vieira Lima. Neste testemunhal há também o delator Lúcio Funaro, que foi operador do PMDB e, nele também é citado os encontros de Geddel e Funaro no hangar.

Ainda segundo a complicação, a situação do ex-ministro se agrava devido à materialidade das provas, o que o pode levar ele a delatar.

Na quarta (13), a Polícia Federal apontou em seu relatório final da Operação ‘Cui Bono?’ indícios de que o ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB-BA) recebeu R$ 16 milhões em propina para influenciar a liberação de recursos da vice-presidência de Pessoa Jurídica da Caixa. No mesmo documento, o delegado Marlon Cajado também cita que o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (MDB-RJ) foi o destinatário de entregas de valores que somados alcançam R$ 89 milhões. Fonte: Bocão News

Compartilhe nas redes socias: FACEBOOK WHATSAPP


Colunas

Além da porteira
Confira todas as informações sobre o Agronegócio e Economia Local, oportunidades e curiosidades e muito mais.
Curtas e picantes
Engenheiro Civil, Pós Graduado em Marketing Empresarial, participa como estrategista em Campanhas Políticas desde 1985, conhecido por Dilvan Coelho.
Eco & Pet
Doutora em linguística pela PUC-RS (2014) e Mestre em Estudos de Linguagens, pela Universidade do Estado da Bahia - Uneb (2008), Cristhiane Ferreguett.