editorial destaques

O QUE ESTÁ EM FOCO

economia sustentabilidade comunidade política saúde educação esportes polícia

COLUNAS

além da porteira curtas e picantes eco e pet vidas em foco

DENÚNCIA

Publicado em 7 de julho de 2017 às 21:47h

Teixeirenses pedem iluminação pública de qualidade

Ronaldo Cordeiro, líder do governo na Câmara, informou que a prefeitura já iniciou os trabalhos de reposição
por Katia Armini

A iluminação pública é um dever do município e tem sido tema de muitas denuncias e insatisfação, nessa administração, em razão da demora para licitação da empresa fornecedora de lâmpadas e afins.   Em Teixeira de Freitas, além dos moradores requererem a reposição de lâmpadas quebradas solicitam lâmpadas que sejam mais potentes pois as que atualmente são usadas não iluminam adequadamente e provocam a sensação de insegurança.

Na sessão ordinária da Câmara Municipal de Teixeira de Freitas, desta quarta-feira (05/07), o vereador Arnaldinho Show levantou a questão, falando sobre a insatisfação da população neste sentido, lembrando que a licitação já foi assinada. O vereador Antônio Marques também registrou sua preocupação em relação ao problema.

Ronaldo Cordeiro, líder do governo na Câmara, informou que a prefeitura já iniciou os trabalhos de reposição, informando que uma equipe esteve, na terça-feira (04) em Duque de Caxias e está avançando para outros povoados e sede.

“Uma rua bem iluminada já coíbe a ação de ladrão, de qualquer pessoa que esteja mal intencionada, mas as lâmpadas usadas em Teixeira de Freitas cumprem o objetivo contrário”, disse um morador do Teixeirinha que preferiu não se identificar.

Rua Dois Irmãos no Bairro São Lourenço mostra que os veículos mesmo a pouca distância da luz não podem ser vistos com clareza.

 

VERBA:

Os municípios têm uma verba específica para não deixar ninguém no escuro. Todo mês, na conta de luz, vem a cobrança da contribuição de iluminação pública, que o morador tem que pagar. O dinheiro repassa do para prefeitura que é obrigada pela Constituição Federal a usar esse recurso exclusivamente no sistema de iluminação da cidade.

O valor da contribuição é definido pelas prefeituras, e pode variar de acordo com a característica do imóvel: residencial, rural, comercial. E também depende de quanto o morador consome de energia por mês.

Na realidade o morador está contribuindo para pagar a conta de iluminação do município que ele vive. Ou seja, ele está pagando por cada pedaço de rua onde ele está circulando. Então, ele deve zelar por isso sim, deve cobrar da prefeitura o investimento na melhoria da iluminação da cidade.

Compartilhe nas redes socias: FACEBOOK WHATSAPP

Colunas

Além da porteira
Confira todas as informações sobre o Agronegócio e Economia Local, oportunidades e curiosidades e muito mais.
Curtas e picantes
Engenheiro Civil, Pós Graduado em Marketing Empresarial, participa como estrategista em Campanhas Políticas desde 1985, conhecido por Dilvan Coelho.
Eco & Pet
Doutora em linguística pela PUC-RS (2014) e Mestre em Estudos de Linguagens, pela Universidade do Estado da Bahia - Uneb (2008), Cristhiane Ferreguett.