editorial destaques

O QUE ESTÁ EM FOCO

economia sustentabilidade comunidade política saúde educação esportes polícia

COLUNAS

além da porteira curtas e picantes eco e pet vidas em foco

SAÚDE PÚBLICA

Publicado em 13 de dezembro de 2017 às 20:09h

Vereador Ronaldo Cordeiro propõe programa de Cirurgia Bariátrica em Teixeira

A obesidade é causa de incapacidade funcional, de redução da qualidade de vida, redução da expectativa de vida e aumento da mortalidade.
por Katia Armini

 O vereador Ronaldo Alves Cordeiro (PSC), propôs ao Poder Executivo que seja instituído no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde, um Programa de Cirurgia Bariátrica. Para Ronaldo, além de beneficiar pessoas que lutam contra a obesidade o programa significará economia para os cofres públicos, já que é de domínio público que é caro o tratamento contra doenças associadas a obesidade como, por exemplo, a hipertensão, diabetes, asma, Cancro, doença cardiovascular, pancreatite e até doenças psiquiátricas .

O parlamentar salientou, no entanto, que o procedimento deve ser  destinado somente  a pacientes comprovadamente hipossuficientes e tenham domicilio e residência há, pelo menos 5 anos interruptos em Teixeira de Freitas.

“A cirurgia bariátrica deve ser considerada o último recurso para quem luta contra a obesidade, no entanto, podemos ver quanta gente ao nosso entorno luta ingloriamente contra esta doença que causa e desencadeia muitas outras doenças. Não devemos olhar com leviandade ou de forma simplista este fato”, explicou o vereador

Ronaldo cita um relatório da  Drª Maria Edna de Melo da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica, “a obesidade é uma doença cada vez mais comum, cuja prevalência já atinge proporções epidêmicas e muitos estudos epidemiológicos têm confirmado que a perda de peso leva à melhora de várias doenças, reduzindo os fatores de risco e a mortalidade. “.

Os vários estudos citados pela doutora em seu relatório mostram que a obesidade está fortemente associada a um risco maior de desfechos, sejam cardiovasculares, câncer ou mortalidade. No estudo National Health and Nutrition Examination Study III (NHANES III), que envolveu mais de 16 mil participantes, a obesidade foi associada a um aumento da prevalência de diabetes tipo 2 (DM2), doença da vesícula biliar, doença arterial coronariana (DAC), hipertensão arterial sistêmica (HAS), osteoartrose (OA) e de dislipidemia. Resultados de outros estudos, entre eles o Survey of Health,
Ageing and Retirement in Europe (SHARE) e o Swedish Obese Study (SOS), apontam para uma forte associação entre obesidade e a prevalência de doenças associadas e queixas de saúde física.
A obesidade é causa de incapacidade funcional, de redução da qualidade de vida,
redução da expectativa de vida e aumento da mortalidade. Condições crônicas, como doença
renal, osteoartrose, câncer, DM2, apneia do sono, doença hepática gordurosa não alcoólica
(DHGNA), HAS e, mais importante, DCV, estão diretamente relacionadas com incapacidade
funcional e com a obesidade.

Compartilhe nas redes socias: FACEBOOK WHATSAPP


Colunas

Além da porteira
Confira todas as informações sobre o Agronegócio e Economia Local, oportunidades e curiosidades e muito mais.
Curtas e picantes
Engenheiro Civil, Pós Graduado em Marketing Empresarial, participa como estrategista em Campanhas Políticas desde 1985, conhecido por Dilvan Coelho.
Eco & Pet
Doutora em linguística pela PUC-RS (2014) e Mestre em Estudos de Linguagens, pela Universidade do Estado da Bahia - Uneb (2008), Cristhiane Ferreguett.